Arte & Cultura.

FESTATY: Uma incansável resistência cultural na Paraíba



Pra começar, eu mesmo me pergunto: Como não abrir espaço nesse blog pra falar do Festival de Teatro e dança de Tibiry? Simplesmente não há como, não poderia e nem quero passar batido em relação à divulgação desse evento. Os motivos são vários, mas dentre as peculiaridades deles, está sobretudo a minha admiração pelo amor ao teatro com que o idealizador e organizador desse festival, o nosso amigo Ivonaldo Rodrigues o dirime. Basta dizer que o mesmo chegou a transformar a lateral de sua própria residência para construir um teatro. Lembro-me de uma situação que ocorreu numa aula de teatro que eu ministrava, onde um dos alunos confessou-me que se achava absolutamente desprovido de qualquer talento para atuar, mas o amor que sentia pelo teatro era tão grande que ele seria capaz de tudo que estivesse ao seu alcance para pelo menos fazer bonito no palco. Isso posto, remeto esse episódio exatamente ao encantamento que o amor à arte me provoca. Ao meu ver, um artista, por mais talentoso que seja, torna-se-a terrivelmente medíocre se na expressão da sua arte, não sentir amor por tal ofício. Digo mais, percebo este amor muito mais importante, poderoso e revolucionário do que o próprio talento. Assim é o festaty: Um evento que exala um amor extremo pela arte na plena totalidade da sua concepção e conjectura. É lindo de ver a arte acontecendo, independente de tantos ocasos que certamente surgem para dificultar sua realização.


 

Se você quer um motivo pra prestigiar o Festaty. É este: Amor.

Um amor que abarca qualquer um que ao menos tente invocar a arte. Assim, humildemente, simplesmente e incessantemente. Um amor de mãe que abre os braços para os filhos apenas por ouvi-los perguntar: Mãe, tem um pedacinho de pão aí pra mim? Eu até poderia tentar descrever pra vocês a "emoção" que senti em 2011 quando apresentei meu primeiro trabalho profissional no Festaty antes de entrar em cena, mas creio que por mais que eu tente não conseguiria exprimir a magia e o encantamento únicos de esperar por esse momento num espaço tão inusitado quanto inspirador. Apenas para vocês terem uma ideia, eu entrava no palco pela frente do teatro e me aqueci ao lado, na casa do Ivonaldo. Enquanto me concentrava para entrar em cena, me deparava com adereços teatrais nos quatro cantos da casa. Foi algo tão inspirador que me conduziu ao palco com uma energia cênica única. Tenho por certo que o prêmio de melhor ator do festival de 2011 chegou a mim por conta dessa linda e singular simbiose.


A cidade de Santa Rita e os artistas paraibanos são privilegiados por ter o Festaty no seu calendário cultural. Glamouroso? Não! Estruturalmente perfeito? Não! Valorizado pelo poder público! Também não! Mas quando algo é feito com muito amor, podem estar certos meu caros leitores, que todo o mais se tornará irrelevante. E como bem diz a canção "metade" de Oswaldo Montenegro: Que a arte nos aponte uma resposta mesmo que ela mesma não saiba, e que ninguém a tente complicar porque é preciso simplicidade para fazê-la florescer. Portanto, que floresça o Festaty.

Izaqueu Nascimento


Festaty

Festival de Teatro e Dança de Tibiry
De 07 a 16 de Setembro de 2017 à partir das 19:00 hs
Local: Teatro Ivonaldo Rodrigues, 741 - Tibiri 2 - Santa Rita/PB


1 comentários:

  1. Muito obrigada por dizer tais palavras referentes a meu pai e seu trabalho de amor com o teatro!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.